Pão de baratas que "sabe a amendoim" pode mesmo acabar com a fome no mundo

Pão de baratas que “sabe a amendoim” pode mesmo acabar com a fome no mundo

O quão longe iriam as pessoas para salvar o mundo da fome e das mudanças climatéricas? Um grupo de investigadores brasileiros trouxe uma solução interessante que pode resolver a fome no mundo e o aquecimento global. Os cientistas fizeram um pão especial que é económico e delicioso ao mesmo tempo.

Mas será que as pessoas estão preparadas para comer pão de baratas?

Os investigadores da Universidade Federal do Rio Grande propuseram adicionar pão às baratas para um aumento dos níveis proteicos. No entanto, estas baratas não são aquelas a que estás habituado. De acordo com Lauren Mengon, a Nauphoeta cinerea, ou “lobster cockroach” são mais raras e só se alimentam de frutas e de vegetais.

Para além disso, os investigadores pulverizam sempre os insectos antes de os adicionarem à mistura do pão. A investigadora Myrian Melado diz mesmo que elas são saborosas:

“As baratas sabem a amendoins. São boas e saborosas e a sua presença não afecta de maneira nenhuma o já bom sabor do pão”.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) está mesmo disposta a fazer deste pão de baratas uma solução para acabar com a fome no mundo:

“Em média, os insectos conseguem converter 2 quilogramas de alimentação em 1 quilograma de massa, sendo que com 8 quilogramas de alimentação conseguem produzir 1 quilograma de aumento do peso corporal”, pode ler-se em comunicado.

Eis um vídeo a explicar o processo:

Continua a parecer algo nojento…