Nuvem radioactiva sobre a Europa pode ter tido origem na Rússia

Uma nuvem radioactiva, que já foi detectada sobre diversas zonas da Europa, pode ter sido resultado de um misterioso acidente nuclear algures na Rússia.

Alguns rastos da nuvem foram detectados na Alemanha, Áustria, Itália e Suíça, de acordo com o que reporta o Daily Mail.

Começou-se a aperceber da existência da nuvem quando o Instituto de Protecção contra as Radiações e Segurança Nuclear (IRSN) conseguiu apanhar vestígios de ruténio 106. Este composto é produzido quando os átomos são separados num reactor nuclear e é algo que não ocorre de forma natural.

Assim, o IRSN afirmou que provavelmente houve algum problema num centro de tratamento nuclear ou num centro de medicina radioactiva.

O instituto disse também que não conseguia apontar com certeza a origem da nuvem radioactiva mas que parecia vir do sul dos Montes Urais, perto da Rússia e do Cazaquistão.

A quantidade de ruténio 106 libertada foi imensa, de acordo com a mesma fonte, e eles afirmam que se existisse um acidente desta escala em França, provavelmente iam existir evacuações para abrigar as pessoas a alguns quilómetros do acidente.

As autoridades russas já comentaram, dizendo que, do conhecimento deles, supostamente não existiu nenhum incidente nas suas terras…