Mulher que já pinou com mais de 100 homens casados diz que existe um "gene para a traição"

Mulher que já pinou com mais de 100 homens casados diz que existe um “gene para a traição”

Ser traído é completamente execrável, e o pior é se não forem directos contigo e passarem a vida a atirar-te areia para os olhos ou a inventar desculpas esfarrapadas.

A verdade é que de acordo com esta mulher, a traição ou a propensão à traição pode mesmo ser um traço genético. Ela chama-se Gweneth Lee, tem 47 anos de idade e diz já ter estado envolvida com mais de 100 homens casados na última década…

Gweneth, oriunda de Chelsea, explicou:

“A propensão à traição corre na família. Um dos homens com quem estive era um bancária de Cambridge e a mãe dele havia sido casada três vezes. Ele cresceu ao ver a mãe a ter uma série de pessoas diferentes ao seu lado e isso acabou por afectar o seu comportamento no futuro. A sua mãe sabe que ele engana a sua mulher e mantêm tudo entre segredo, os dois”.

A mulher, que começou a dormir com homens casados depois da morte do seu marido, deu mais alguns exemplos:

“Outro dos meus casos é um homem nos seus 30s cujos pais sempre foram infiéis durante a adolescência e mesmo em adultos, continuam a ver e a estar com outras pessoas. Ele é casado mas não é fiel, porque diz que a ideia de ficar com uma pessoa durante 50 anos parece muito aborrecida, especialmente depois de ver a diversão toda que os seus pais tinham constantemente. A mulher dele também já o traiu. No fundo, traidor atrai traidor, por isso ambos sabem o que esperar”.

Para ela, essa propensão à traição é um gene e corre na família.

O que dizer?