Mulher com duas vaginas processa o governo pelo direito de poder ter dois maridos

Uma mulher oriunda da Califórnia, que nasceu com duas vaginas, está mesmo a desafiar o governo federal pelo direito a ter acesso a uma relação de poligamia.

Joyce Seymour, de 38 anos de idade, acredita que a sua atípica condição física devia permitir que ela tivesse direito a pelo menos dois maridos, para “satisfazer as suas necessidades emocionais, físicas e religiosas”. Seymour processou então o governo em busca de melhores condições para pessoas que se encontram na situação dela, com o problema dela.

“Eu nasci com duas vaginas que claramente me dão todo o direito de partilhar a minha vida e intimidade com dois homens a meu gosto”, disse Joyce aos repórteres locais. “Nunca consegui ficar satisfeita sexualmente com um só homem. O meu corpo foi biologicamente adequado para o sexo a três e eu não tenho de sentir vergonha disso”, completou.

“Se o governo já legalizou casamentos homossexuais, porque não legalizar também a as relações de poligamia?”, indagou, visivelmente irritada.

Chegou a hora de legalizar a poligamia?

De acordo com o activista pela poligamia Frederique Chapelle, chegou a altura de legalizarem as relações polígamas. De acordo com ele, “o amor, devoção e família já não se guiam somente pelo género e, assim, também nã devem ser limitadas a dois seres individuais apenas”.

“Nós, polígamos, estamos gratos aos nossos irmãos e irmãs LGBTs por terem conseguido com que o casamento homossexual fosse legalizado: o casamento nada tem a ver com trazer ao mundo uma criança”, completou.

Qual a tua opinião sobre o assunto?

FONTE: World News