Mulher de 88 anos escapou de uma violação ao dizer uma simples frase


 

Uma mulher de 88 anos de idade oriunda de Parkesburg, na Pensilvânia, falou abertamente sobre o homem que a tentou violar depois de ter forçado entrada em sua casa. Helen Reynolds explica que um homem entrou em sua casa de rompante e que rapidamente pegou nela e a amarrou com fita adesiva, tendo deixado apenas um buraco na sua boca.

Ela explicou: “Ele meteu fita na minha cara, no nariz e até nos olhos. Só deixou um buraco na minha boca”. Eventualmente, ela conseguiu ter uma conversa com o homem e foi isso que a salvou de ser violada…

Helen explicou posteriormente aquilo que disse ao homem: “Já que me vais violar, mais vale saberes a verdade. Eu tenho o VIH e o meu marido morreu desse mesmo vírus”. Ela disse que tudo não passou de uma mentira mas que foi o suficiente para ele sair do quarto dela.

“Foi esse o comentário que salvou a minha vida”, concluiu. Quando perguntaram a Helen se ele tinha alguma coisa a dizer do homem que a tentou violar, ela disse: “Não tenho nada de bom para dizer acerca dele. Nada. Metam-no na prisão e deixem o c*brão lá a apodrecer”.

Por este ter fugido sem deixar rasto, ainda não se conseguiu identificar o homem em questão. A verdade é que as autoridades conseguiram prender um homem que fez algo idêntico quatro dias antes do sucedido com Helen. Nesse caso, uma mulher de 72 anos de idade foi amarrada e deixada num armário durante quatro dias.

Que história.