Miss Iraque forçada a sair do país depois de selfie controversa

Miss Iraque forçada a sair do país depois de selfie controversa

A família da Miss Iraque foi mesmo forçada a sair do país depois de a vencedora ter posado para uma fotografia com a Miss Israel.

Sarah Idan, a beldade iraquiana, publicou uma fotografia com uma das suas “rivais”, Adar Gandelsman, oriunda de Israel, depois de terem competido para Miss Universo em Las Vegas, Estados Unidos da América.

As intenções de Idan eram de promover “paz e amor” mas pelos vistos alguns utilizadores das redes sociais não encararam as coisas dessa maneira. Assim, depois de imensas reacções pouco positivas, a família de Idan teve mesmo de abandonar o país, com medo que alguém pudesse retribuir de forma violenta…

Gandelsman disse à Israeli TV:

“As pessoas ameaçaram-na e à sua família, dizendo que se ela não voltasse a casa e apagasse as fotografias, iriam remover-lhe o título. Foram mais longe e alguns disseram mesmo que a matavam…”

Com medo, naturalmente que ela e a família saíram do Iraque até que a situação acalmasse. Idan, de 27 anos de idade, disse à israelita que “um dia irá existir paz entre ambas as religiões (judaísmo e islamismo)” e espera que os seus filhos já não tenham que prestar serviços militares.

A israelita explicou a situação:

“Ela pediu uma foto e eu aceitei, dizendo que também esperava que houvesse paz entre todos e ajudando a espalhar essa mensagem positiva.

Esta fotografia não significa que eu apoie o governo israelita ou as suas políticas para com os países árabes. Peço desculpa a toda a gente que achou isto insultuoso para a causa palestiniana – não foi, de todo, propositado”.

Sarah Idan nasceu e foi criada em Baghdad. Depois da invasão em 2003, ela trabalhou com o exército americano em 2008, tendo-se mudado para os Estados Unidos posteriormente para tirar um curso.

Surreal…

Queres ganhar dinheiro com apostas? Clica aqui.