Mãe processa banco de esperma após ter escolhido um dador alto e ter dado à luz um anão

Mãe processa banco de esperma após ter escolhido um dador alto e ter dado à luz um anão

O website de um banco de esperma acabou mesmo por ser bloqueado depois de uma mulher ter dado à luz uma criança com nanismo. A mulher, cuja identidade permaneceu anónima, escolheu o pai para a sua criança de acordo com uma série de fotografias de dadores que se encontrava disponível no website do banco de esperma.

Depois, recorreu ao tratamento da inseminação numa clínica privada em Moscovo, depois de ter pago pelo esperma. Ela ficou atraída pelos longos cabelos do pai, elevado nível de educação e uma altura a rondar os 1,82 metros e aos 40 anos de idade, ela acreditava que aquela era a última oportunidade para ter uma criança…

Ora, tudo corria bem até que nos últimos estágios da gravidez, o bebé foi detectado com acondroplasia, uma condição incrivelmente rara que afecta uma criança em cada 20 mil e que causa nanismo. Os profissionais de saúde confirmaram depois que era improvável que a criança crescesse muito e que algumas zonas do seu corpo e cara acabaram inclusive por não se desenvolverem de forma correcta.

Agora, a mulher quer responsabilizar o banco de esperma em questão pelo que se passou e procura também avisar outros clientes de bancos de esperma para que tenham cuidado com situações como estas.

O que dizer desta situação?

Fonte: The Mirror