Idoso diz que o tamanho do pénis causou a morte da namorada durante sexo oral

Um homem foi acusado de matar a sua própria namorada na Florida, nos Estados Unidos, e surpreendentemente, quer mostrar o tamanho do seu órgão sexual ao júri responsável pelo seu caso, porque de acordo com ele, o tamanho do seu pénis serviria como “prova” da sua versão dos factos.

Richard Henry Patterson, de 65 anos de idade, está a ser acusado de ter enforcado a namorada, Francisca Marquinez, de 60 anos, até à morte. A verdade é que em depoimento prestado às autoridades competentes, ele explicou que ela faleceu enquanto praticava sexo oral nele. De acordo com o americano, a vítima ficou sufocada devido ao tamanho do seu instrumento…

Com tudo isto, a defesa do acusado reivindica que Francisca morreu por acidente e não por homicídio. O advogado de Patterson, Ken Padowitz, pretende apresentar ao júri um perito que atestará a morte da vítima, a partir de “asfixia acidental durante o sexo oral”.

“A prova material é relevante. A apresentação do pénis ao júri é essencial para que eles possam compreender plenamente o testemunho do perito e o argumento da defesa”, afirmou Padowitz ao Metro.

O que dizer?

FONTE: Meio Norte

Queres ganhar dinheiro com apostas? Clica aqui.