Homem vítima de violação anal diz que o operador do 112 gozou com ele, chamando-o de “abafa p*lhinhas”

Um homem de 41 anos de idade vítima de violação afirma que quando foi a reportar o crime a um operador do 112, deparou-se com risos e insultos. Adam Schneider estava de férias em Long Beach quando, depois de uma noite de copos, conheceu quatro mulheres que o convidaram para o seu quarto de hotel.

Ele lembra-se de ter tido relações sexuais com as mulheres naquele quarto mas quando acordou na manhã seguinte, apercebeu-se que aquelas “mulheres” eram, de facto, homens e que o drogaram, tendo-se aproveitado dele durante toda a noite.

“Acordei rodeado de quatro homens nus. Pensava que eram mulheres na noite anterior mas eu vi o pénis de todos eles. Doía-me muito o rabo. Foi aí que me apercebi daquilo que aconteceu”, disse Schneider aos repórteres.

Adam Schneider saiu rapidamente do hotel para ligar ao 112 e ficou super indignado quando o operador que o atendeu não levou a sua chamada a sério:

“Contei-lhe a história toda e ele perguntou-me se eu usei os dentes quando mamei os cacetes. Disse-lhe que tinha lambido o ânus de uma pessoa sem saber que se tratava de um homem e ele começou a rir e a gozar comigo, tendo-me mesmo insultado”, explicou Schneider.

“Ele chamou-me de abafa palhinhas, acham normal? Fui sodomizado e drogado por um grupo de estranhos e o operador riu-se de mim”, continuou, visivelmente incomodado.

Adam acabou por dar entrada num centro de saúde em Long Beach devido a hemorragia anal, sendo que necessitou de levar 14 pontos. Infelizmente, o álcool e as drogas deixaram Adam num estado em que ele nem sequer conseguia lembrar-se do hotel onde tudo aconteceu…

Esperemos que melhore.

FONTE: World News

Nota: Este é um artigo de carácter humorístico/satírico com o objectivo de fazer rir. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.
 
Telemóveis Xiaomi