Homem é hospitalizado depois de o punho do seu namorado ter ficado preso no seu ânus

Um homem oriundo da Califórnia está a ser tratado no San Mateo Medical Center depois de o punho do seu namorado ter ficado preso no seu ânus durante umas incríveis 14 horas.

O casal, que estava a praticar o “fisting”, uma actividade sexual que envolve a inserção da mão no ânus do parceiro/a, chamou o INEM depois de a mão ter ficado presa no reto do companheiro. Ambos os homens foram levados de ambulância até ao hospital, onde a equipa médica conseguiu tirar com sucesso a mão do homem depois de umas longas 14 horas.

“Eu sei que nunca vou ter a oportunidade de dar à luz na minha vida mas eu acho que sei qual é a dor agora”, afirmou Matthew Cunning à imprensa local.

“Falei com a minha mãe ao telemóvel e ela disse-me que sentiu a mesma coisa quando entrou em trabalho de parto. Felizmente, ela deu-me muito apoio nesta minha situação caricata. É a melhor do mundo”, completou Matthew, em lágrimas.

“Sem lubrificante”

O casal acredita veemente que, se tivessem utilizado lubrificante, a viagem até ao hospital podia perfeitamente ter sido evitada: “Costumamos utilizar óleo vegetal mas desta vez não tínhamos nada em casa. Foi definitivamente o nosso dia de azar”, admitiu Iglesias, o namorado de Matthew.

“Foi tudo demasiado rápido. Num segundo, estávamos aos abraços e mimos e momentos depois estávamos numa ambulância e eu tinha o meu punho preso no ânus do Matthew. Foi surreal”, completa.

Matthew Cunning, que perdeu uma grande quantidade de sangue e recebeu 37 pontos, vai sair do hospital daqui a uns dias e em princípio não terá danos permanentes causados pelo incidente.

FONTE: World News