Homem detido por conduzir embriagado diz que era o seu cão que ia ao volante

Um homem foi parado pela polícia depois de ter sido apanhado a conduzir completamente aos ziguezagues numa estrada em Port St. Lucie, nos Estados Unidos da América, defendeu-se de uma forma muito original.

Embriagado, Scott Garrett, de 56 anos de idade, afirmou que quem estava ao volante era o seu cão. No banco de trás, as autoridades acabaram por encontrar uma garrafa de rum vazia. Para além disso, consta-se que Scott nem sequer ia com o seu cão no carro – estava completamente sozinho.

O americano foi preso por conduzir alcoolizado, sendo que a quantidade de álcool no sangue de Scott estava três vezes acima do limite permitido por lei na Flórida, de acordo com o que reporta o website Smoking Gun.

Esta é a quarta vez que Scott é preso por conduzir sob efeito de bebidas alcoólicas, só que foi a primeira em que decidiu culpar o cão.

Surreal.

Telemóveis Xiaomi