Homem deixou a mãe morta no congelador durante anos para “sexo casual”

Um homem de 47 anos de idade, oriundo de Geórgia, EUA, foi preso depois de ter mantido o cadáver da sua mãe no frigorífico durante alguns anos para manter actividades sexuais casuais com ela.

De acordo com o que reporta o Atlanta Hearld, Owen O’Reilly foi preso depois de os vizinhos terem avisado as autoridades de que o suspeito esteve a lavar a sua mãe nua com uma mangueira no seu quintal.

Margaret O’Reilly, mãe de Owen, morreu no ano de 2015 e os vizinhos nem sequer sabiam disso, sendo que ficaram surpreendidos quando viram o homem a dar banho ao cadáver numa piscina insuflável no quintal.

Eis o que disse um vizinho: “Não via Margaret há mais de dois anos e de repente vi-a nua, numa piscina inflamável no quintal. Não fez sentido nenhum”.

SEXO CASUAL

O’Reilly disse às autoridades que ele tinha o corpo da mãe com ele para receber os cheques da reforma dela mas admitiu que praticava actividades sexuais com a mãe casualmente, depois de terem sido encontradas amostras de esperma no cadáver.

“Ela está morta, não consegue sentir absolutamente nada”, disse o homem ao agente da autoridade que o ouviu. O’Reilly disse também que raramente tinha relações sexuais com o cadáver da mãe e que só o fazia quando estava “muito bêbedo” ou quando a namorada o irritava.

O homem ficará preso durante, pelo menos, 10 anos. Insólito.

FONTE: World News