Fotógrafo captou os "chifres do Diabo" no horizonte do Golfo Pérsico

Fotógrafo captou os “chifres do Diabo” no horizonte do Golfo Pérsico

O eclipse solar que ocorreu a 26 de dezembro de 2019 está a ser utilizado nas redes sociais como um “prenúncio” das tensões entre os EUA e o Irão, pouco tempo depois da morte do general Qassem Soleimani, no dia 2 de janeiro. Uma sequência de fotografias captadas por Elias Chasiotis registaram um autêntico fenómeno no horizonte do Golfo Pérsico. Posicionado na cidade de al-Wakrah, no Qatar, o fotógrafo grego, que estava de férias na região, captou o que estão a chamar nas redes de “chifre do Diabo” durante o nascer do sol.

Com grande importância geopolítica e económica, o Golfo Pérsico, com cerca de 233 mil km², banha os Emirados Árabes Unidos, a Arábia Saudita, o Qatar, o Barhein, o Kuwait, o Iraque e o Irão. Confere…

“Eu esperava que efeitos de ilusão óptica como a miragem inferior fossem visíveis e tive a sorte de capturá-los”, disse Elias ao website BoredPanda. Este tipo de miragem sobre o oceano é conhecido como Fata Morgana e ocorre quando os raios de luz se curvam ao passar por camadas de ar de diferentes temperaturas.

O que dizer?