Estudo confirma que por cada salsicha que comemos, perdemos 15 minutos de vida

Quem diria? Num estudo recente publicado no British Medical Journal, alguns investigadores sugeriram que por cada salsicha que comemos, o nosso tempo de vida é reduzido em 15 minutos, uma vez que se trata de um alimento industrializado.

Em novembro de 2016, a Organização Mundial da Saúde alertou para os perigos que envolvem o consumo de alimentos processados. Segundo eles, o problema principal são os produtos químicos, como nitritos e nitratos de sódio, que são adicionados durante o processo de produção.

Embora eles tenham a função de manter as bactérias longe, podem ter efeitos cancerígenos…

Para além disso, o método de defumação, que visa a prolongar a validade do produto, utiliza o alcatrão, presente na fumaça do carvão. Embora ainda pouco se saiba sobre os mecanismos biológicos deste composto, há um consenso de que ele é capaz de danificar a estrutura do ADN das nossas células, dando origem a mutações genéticas.

Por outro lado, a mesma investigação sugeriu que o café poderia ter um efeito contrário ao da salsicha, aumentando em um ano a vida de quem consome cerca de duas ou três chávenas por dia.

Tinhas ideia?