Estudo comprova que as pessoas estão a beber menos cerveja com medo da ressaca

Estudo comprova que as pessoas estão a beber menos cerveja com medo da ressaca

Enquanto desfrutamos de umas cervejas no final de um dia do trabalho ou numa noite de copos com os amigos, é tudo uma festa e uma diversão. O problema é que quando nos esticamos com a bebida, o preço a pagar é elevado e vem em formato…de ressaca.

As dores de cabeça e estômago são notórias, a tua coordenação fica esquisita, a mínima luz magoa-te os olhos, tens imensa sede e só consegues pensar: “nunca mais bebo”. Quem já esteve de ressaca sabe como é e na verdade, um estudo recente veio comprovar que existe quem esteja a deixar de beber cerveja com medo da dita cuja…

As pessoas estão mesmo a deixar de beber grandes quantidades de cerveja e álcool em geral, não tanto por questões de saúde mas sim porque não querem sofrer as consequências do excesso. De acordo com investigadores da Universidade de Oxford, muitas pessoas estão a beber menos e menos mas nunca porque o médico recomendou.

Na investigação, participaram 1050 voluntários que responderam a um questionário onde lhes foram feitas perguntas sobre os seus hábitos de consumo e sobre as razões que os levam a beber com moderação e a análise revelou que somente 2% dos voluntários conhecem e seguem as recomendações profissionais quando lhes dizem para beber com moderação, sendo que os outros 98% mencionaram que os motivos que os levam a beber menos são a ansiedade, a vergonha dos seus possível comportamentos e bem, o medo da ressaca.

Quem está disposto a deixar de beber com receio da ressaca?