Eis os nomes que estão proibidos em alguns países do mundo

Se achas que podes pôr ao teu bebé o nome que te der na gana, se calhar não estás assim tão correcto: em alguns dos países que te vamos mostrar, existem nomes que estão proibidos.

Nos 12 países a seguir, já nomes que simplesmente não são permitidos de ser atribuídos. Curioso? Confere a seguir…

1. França

Em França, estão proibidos nomes como Fresa, Príncipe William, Nutella, Deamon e Mini Cooper. Como os sítios onde se registam os bebés estão obrigados a avisar os tribunais, a justiça entendeu que estes nomes podiam gerar burlas…

2. Malásia

Na Malásia, nomes que significam “serpente”, “louco” ou “relações sexuais” estão proibidos. Para além disso, não podes dar ao teu filho o nome de um insulto, de um prato de comida, de animal ou de alguma figura da realeza.

3. Portugal

O governo português também é bastante estrito com nomes: existe mesmo uma lista com 82 páginas a assinalar todos os nomes que não se podem atribuir a crianças no país. Entre eles, estão: Viking, Niravan, Rihanna, Sayonara e Jimmy. Ainda assim, Cristiano Ronaldo não está proibido.

4. Suécia

Se vives na Suécia, não podes colocar Ikea, Elvis, Metallica, Superman ou Brfxxccxxmnpccclllmmnprxvclmnckssqlbg11116 como nomes para o teu filho, porque estão todos proibidos.

5. Dinamarca

No país, existe uma lista com 7 mil nomes estritamente proibidos. Se o que escolheste não está nessa lista, a Universidade de Copenhaga e o Ministério de Assuntos Eclesiásticos irão revê-lo e decidir se o podes utilizar ou não. Porém, se pensas em nomes como Asno, Ano, Plutão, Jakobp ou Ashleiy, esquece.

6. Alemanha

Os alemães têm leis muito específicas no que toca a dar nome a bebés: não estão permitidos nomes de marcos nem de produtos, objectos ou nomes que possam causar humilhação.

Claro que Adolf Hitler está na lista de nomes proibidos. Para além desses, existem outros como Kohl, Osama Bin Laden, Stompie e Matti.

7. Noruega

As regras na Noruega são bem particulares: estás proibido de utilizar um apelido já registado no Registo de População da Noruega como nome do bebé, por isso os apelidos mais comuns como Olsen, Larsen, Haugen, Johansen ou Hansen não podem ser utilizados.

8. Islândia

Para teres uma noção, mais de metade dos nomes que se pretendem registar anualmente não são permitidos pelas autoridades islandesas. A razão? Devem ter terminações gramaticais comuns aos islandeses e ao seu sistema ortográfico, cujo alfabeto não inclui as letras C, Q ou W.

Assim, nomes como Ludwig, Harriet, Zoe, Duncan ou Enrique não são permitidos.

9. Suíça

Todo o bebé suíço deve contar com o seu nome aprovado pelo registo civil, pelo que os nomes de marcas, de vilões da história ou de nomes que não correspondam ao seu género estão proibidos. Assim, nomes como Paris, Judas, Mercedes, Schmid ou Chanel estão fora, completamente.

10. México

Existem 61 nomes proibidos no México: Rambo, Hermione, Batman, Facebook, ou Escroto são alguns deles. Fica o aviso.

11. Nova Zelândia

Cerca de 100 nomes já foram vetados na Nova Zelândia. Entre eles, estão Lucifer, Fruta Sexual, Criança Gorda, Talula. Caso estivesses a pensar em chamar “Criança Gorda” ao teu filho, na Nova Zelândia está fora de questão.

12. Arábia Saudita

Há uma lista de 50 nomes considerados inapropriados e até demasiado extensos. Entre eles, estão Malika, Malak, Binyameen, Maya, ou Linda…