Conhece a “bomba gay” do exército americano


 

Leste bem. Os americanos, e bem antes da era de Donald Trump, tiveram em mente um conceito de “bomba gay” e não há ciência que explique isto, na realidade. Ora lê para ficares a perceber melhor um bocadinho da história, sendo que este conceito teve inclusive direito a um documento oficial.

Foi em 1994 que os responsáveis por desenvolver armamento para o exército já imaginavam uma “bomba gay” a ser adicionada à frota dos Estados Unidos da América. Supostamente, a bomba tinha o objetivo de tornar as suas vítimas homossexuais, assumindo que os soldados inimigos passavam a sentir-se atraídos uns pelos outros depois do largar da mesma.

Agora, a forma como isto poderia algum dia funcionar continua um embaraçoso mistério em todos os níveis, quer científicos, quer morais. O título do documento que propunha a “bomba gay” tinha o nome de: “Harassing, Annoying, and Bad Guy Identifying Chemicals.”

A ciência não costuma ser um bocadinho mais…científica?