Cão espera um mês na estação de comboios pelo seu dono, que faleceu lá

Cão espera um mês na estação de comboios pelo seu dono, que faleceu lá

Um cão de uma lealdade incrível esperou numa estação de comboios durante um mês inteiro pelo regresso do seu dono, que faleceu tragicamente nessa mesma estação. Toto esperava o seu dono, Facundo Brusco, em El Jaguel, Buenos Aires, apesar de ele ter falecido no dia 14 de agosto.

A mãe de Brusco, Karina, disse que o animal costumava acompanhar o seu dono todos os dias, quando ela ia para o trabalho. Consta-se que Brusco estava a lutar contra uma depressão há anos e apesar de toda a ajuda profissional, não aguentou e acabou por se suicidar na estação de comboios…

Nas semanas seguintes, Toto permaneceu leal ao seu dono e era regularmente visto à sua espera na estação de comboios, local do trágico incidente. Os locais ficaram tocados pelo cenário e muitos tentaram ajudar Toto, levando comida ao animal e fazendo uma espécie de abrigo para que ele não passasse frio ou ficasse à chuva nos dias em que o tempo não jogava a seu favor.

Um mês depois da morte de Brusco, a associação Patitas Glew soube da situação de Toto e resgatou-o, sendo que posteriormente ficou responsável por alimentá-lo, dar-lhe atenção médica, esterilizá-lo e protegê-lo. Um dos membros da associação descreveu Toto como “um cão muito desconfiado e um bocadinho assustado”.

Que história…

São mesmo os nossos melhores amigos.