Aparentemente, os filhos herdaram a inteligência das suas mães

Muitos dos nossos traços físicos estão geneticamente codificados mas também uma boa parte da inteligência se herda e, pelos vistos, não é graças aos nossos pais que somos inteligentes.

Diversos estudos científicos se interessam pelo papel da herança genética no que toca ao desenvolvimento da inteligência e a maioria destas investigações chega a uma conclusão unânime: os genes da mãe são os que estão mais relacionados com a capacidade de raciocínio e de outras funções cognitivas complexas.

De acordo com alguns investigadores da Universidade de Cambridge, entre 45% e 60% da inteligência está codificada no cromossoma X, que se herda das mães. Chegaram a esta conclusão graças a uma série de experiências realizadas desde o século XX.

Em 1984, um estudo em Cambridge analisou os embriões de alguns ratos que haviam sido geneticamente modificados. Um grupo deles tinha uma maior proporção de genes materno e concluiu-se assim que o cérebro destes cresceu mais em comparação com os ratos que tinham uma maior proporção de genes paternos.

Conforme foram analisando os ratos, descobriram também que no seu cérebro existiam células que apenas continham genes maternos ou paternos. Ao estudar o córtex cerebral, encarregue pelos processos cognitivos mais complexos como o raciocínio, encontraram somente genes maternos.

Ora, esta descoberta abriu todo um novo campo de estudo sobre a carga genética e a inteligência. Recentes estudos também comprovaram que o coeficiente intelectual dos filhos é mais idêntico ao das mães do que ao dos pais.

Tinhas ideia?

Queres ganhar dinheiro com apostas? Clica aqui.