A Microsoft no Japão testou fins de semana com duração de três dias e viu a produtividade aumentar em 40%

A Microsoft no Japão testou fins de semana com duração de três dias e viu a produtividade aumentar em 40%

E se as pessoas tivessem três dias de fim-de-semana em vez de dois? Como seria? Pois bem, foi no Japão que a Microsoft decidiu fazer a experiência no mês de agosto, ao terem dado, durante o mês inteiro, o dia de sexta-feira aos seus empregados, remunerando-os como se tivessem a trabalhar.

E parece que a produtividade disparou…

Durante o projecto em questão, chamado The Work-Life Choice Challenge Summer 2019, apesar de os empregados terem passado menos 20% do tempo no escritório, a produtividade aumentou em 39.9%.

Mas como? Uma das razões foi o facto de as reuniões terem sido mais precisas e objectivas, o que significa que foi gasto menos tempo, de acordo com a SoraNews24. Para além disso, os empregados parecem ter ganho maior foco no objectivo e como se não bastasse, isto ainda trouxe benefícios para o ambiente, porque a empresa utilizou menos 23.1% de electricidade.

O projecto permitiu concluir que diminuir o tamanho da semana de trabalho pode ajudar a desenvolver uma cultura de maior eficiência no local de trabalho.

Está na hora de dar a dica ao chefe…